domingo, 10 de janeiro de 2016

Sobre experiências que nos engrandecem

tirada por mim
 Fiquei pensando por um tempo nas experiências que eu já tive em minha vida, e quais são os pontos positivos que eu consigo extrair de cada uma delas. Muitas vezes eu penso sobre o bem que o canal me traz todos os dias. Eu penso que daqui a vinte anos eu vou conseguir rever meus vídeo e ver o como eu era feliz, o como eu gostava de compartilhar experiências e tentar relembrar de tudo aquilo com uma grande nostalgia. Às vezes vulgo quase todos os dias, eu penso nas experiências que quero ter em minha vida, e às vezes eu acho que estou fazendo isso da forma errada. Na maioria das vezes, tudo o que eu faço de melhor não é pensado, é apenas um instinto do meu corpo e mente, meio que um impulso que eu sinto a necessidade de fazer. Minhas melhores fotos normalmente não são aquelas que eu passei a tarde inteira planejando tirar, meus melhores takes não são aqueles que levam um baita tempo para arrumar o tripé e tudo isso acontece de uma mesma forma para as minhas experiências (pelo menos assim eu acho). Na minha cabeça, o quanto mais eu penso nas coisas que quero fazer, menos eu tenho chance de fazê-las. Um grande exemplo disso é quando eu abro o painel do blogger e olho para a grande folha digital em branco na minha frente. Não consigo escrever nada, não consigo pensar em nada, mas quando eu começo a escrever as primeiras palavras começo a me dar conta de que eu tenho uma ideia inicial. Meu ponto é: eu tenho que parar de pensar nas coisas que quero fazer e começar a fazer. Muitas vezes as coisas parecem distantes para mim porque são muito bem pensadas e calculadas. Definitivamente eu preciso parar de pensar e imaginar o quão seria legal fazer tal coisa e começar a produzir.

Sorria,
viva,
seja Simples Assim

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Como eu pratico Inglês em casa


 Depois de fazer um curso de Inglês que levou (na verdade ainda leva porque estou no último ano) minha vida inteira praticamente, comecei a pensar em modos que eu poderia fazer para fazer com que ele não começasse a enferrujar. Obviamente coisas divertidas e que conseguiram me manter entusiasmado e com vontade de praticar. Decidi falar um pouco sobre a minha experiência com tudo isso e tentar ajudar você que quer fazer a mesma coisa que eu.
 A primeira coisa, na verdade a coisa que eu mais faço para manter o meu Inglês, é ver vídeo no mesmo local que eu produzo os meus vídeos: o Youtube. Deixe de ver apenas Youtubers brasileiros e comece a se interessar por pessoas que produzem conteúdo fora do nosso país. Eu normalmente assisto certos vlogger americanos que mostram o seu dia a dia lá fora. O que eu mais amo/não perco um vídeo é o canal do Casey Neistat, um cara simplesmente excepcional que mostro sua vida em Nova York. O Casey é incrível e consegue transmitir uma vibe muito boa em seus vídeos. Além de criador de conteúdo ele é dono e criador de um aplicativo chamado Beme, que talvez você conheça. Também acompanho outros canais como o do Erik Conover, que também mora em Nova York mas tem uma visão bem diferente da do Casey.
 Também leio alguns livros em Inglês que normalmente me ajudam muito a relembrar algumas coisas que desaparecem com o tempo, principalmente vocabulário. Leio alguns livros de ficção, mas estou pensando em comprar alguns livros de filmmaking e fotografia. Ler às vezes não é algo interessante para muitos, mas procure algo que lhe interesse, quer vai lhe adicionar alguma coisa e que talvez llhe ajude em seus trabalhos/hobbies. Eu tô pensando em comprar um livro chamado "Making a movie" do Sidney Lumet.
  Também uso alguns aplicativos, na verdade costumava usar bastante, como por exemplo o Cambly.

Sorria,
viva,
seja Simples Assim

3 equipamentos que ainda quero comprar para o canal (aka coisas que eu ainda não tenho dinheiro para comprar)


 Quando eu ainda não tinha minha câmera, eu pensava muito no tipo de conteúdo que eu poderia produzir com a minha tão sonhado DSLR. Às vezes eu ficava imaginando como seria legal fazer tal take, filmar tal momento e produzir algo que as pessoas, em algum momento de suas vidas, iriam apreciar. Quando eu comprei a minha câmera foi uma felicidade muito grande, eu não consegui pensar no que eu poderia fazer primeiro. Eu queria de uma forma muito forte começar a produzir meu conteúdo (parecia aquele urso do pica pau que fica andando de uma lado para o outro). Agora, com a minha câmera em mãos, estudos sobre fotografia indo de uma forma até que boa e 13 vídeo no canal, vi que quero produzir algo sempre maior. Todos os dias eu procuro melhorar alguma coisa no canal, procuro fazer takes melhores do que os do último vídeo, tento melhorar a dicção, trazer momentos interessantes,... Com isso em mente, eu decidi criar uma lista de equipamento que eu ainda quero adquirir, para poder cada vez mais produzir algo que valha a pena parar na frente do computador para assistir. 

GoPro: Um dos equipamentos que mais quero no meu setup é uma GoPro. Muitas vezes eu quero fazer alguns takes dentro de rios, piscinas, mares e não posso pois não tenho o equipamento necessário (afinal você não pode mergulhar uma DSLR na água, que pena). Além de takes em baixo da água, comprar suportes de skate para a GoPro seria algo interessante. Pena que é um equipamento muito caro, podendo até custar o preço de uma DSLR, ainda mais se você mora no Brasil :(

Mesa digitalizadora ou tablet: Esse próximo equipamento, chamado de mesa digitalizador pelos brs, ou mais conhecido pelos gringos de tablet, nada mais é do que aquelas mesas que são usadas pelos ilustradores e animadores para criar "desenhos" no computador. Sabe todos os personagens de desenhos que você acompanhou durante a sua infância, então eles foram criados por ilustradores com uma mesa dessas. O valor varia, e muito. Já encontrei mesas de R$150,00 (meu nível) e mesas de R$20.000,00 (nada do meu nível). Tenho muitos projetos para usar essa mesa, mas acho que ainda vou deixá-los guardados em minha cabeça. 

Intervalômetro: Simples, prático e limpo. Intervalômetro é um equipamento usado para fazer time lapses. Estou necessitando de um. 


Sorria,
viva,
seja Simples Assim