segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Como eu pratico Inglês em casa


 Depois de fazer um curso de Inglês que levou (na verdade ainda leva porque estou no último ano) minha vida inteira praticamente, comecei a pensar em modos que eu poderia fazer para fazer com que ele não começasse a enferrujar. Obviamente coisas divertidas e que conseguiram me manter entusiasmado e com vontade de praticar. Decidi falar um pouco sobre a minha experiência com tudo isso e tentar ajudar você que quer fazer a mesma coisa que eu.
 A primeira coisa, na verdade a coisa que eu mais faço para manter o meu Inglês, é ver vídeo no mesmo local que eu produzo os meus vídeos: o Youtube. Deixe de ver apenas Youtubers brasileiros e comece a se interessar por pessoas que produzem conteúdo fora do nosso país. Eu normalmente assisto certos vlogger americanos que mostram o seu dia a dia lá fora. O que eu mais amo/não perco um vídeo é o canal do Casey Neistat, um cara simplesmente excepcional que mostro sua vida em Nova York. O Casey é incrível e consegue transmitir uma vibe muito boa em seus vídeos. Além de criador de conteúdo ele é dono e criador de um aplicativo chamado Beme, que talvez você conheça. Também acompanho outros canais como o do Erik Conover, que também mora em Nova York mas tem uma visão bem diferente da do Casey.
 Também leio alguns livros em Inglês que normalmente me ajudam muito a relembrar algumas coisas que desaparecem com o tempo, principalmente vocabulário. Leio alguns livros de ficção, mas estou pensando em comprar alguns livros de filmmaking e fotografia. Ler às vezes não é algo interessante para muitos, mas procure algo que lhe interesse, quer vai lhe adicionar alguma coisa e que talvez llhe ajude em seus trabalhos/hobbies. Eu tô pensando em comprar um livro chamado "Making a movie" do Sidney Lumet.
  Também uso alguns aplicativos, na verdade costumava usar bastante, como por exemplo o Cambly.

Sorria,
viva,
seja Simples Assim

Nenhum comentário :

Postar um comentário