domingo, 10 de janeiro de 2016

Sobre experiências que nos engrandecem

tirada por mim
 Fiquei pensando por um tempo nas experiências que eu já tive em minha vida, e quais são os pontos positivos que eu consigo extrair de cada uma delas. Muitas vezes eu penso sobre o bem que o canal me traz todos os dias. Eu penso que daqui a vinte anos eu vou conseguir rever meus vídeo e ver o como eu era feliz, o como eu gostava de compartilhar experiências e tentar relembrar de tudo aquilo com uma grande nostalgia. Às vezes vulgo quase todos os dias, eu penso nas experiências que quero ter em minha vida, e às vezes eu acho que estou fazendo isso da forma errada. Na maioria das vezes, tudo o que eu faço de melhor não é pensado, é apenas um instinto do meu corpo e mente, meio que um impulso que eu sinto a necessidade de fazer. Minhas melhores fotos normalmente não são aquelas que eu passei a tarde inteira planejando tirar, meus melhores takes não são aqueles que levam um baita tempo para arrumar o tripé e tudo isso acontece de uma mesma forma para as minhas experiências (pelo menos assim eu acho). Na minha cabeça, o quanto mais eu penso nas coisas que quero fazer, menos eu tenho chance de fazê-las. Um grande exemplo disso é quando eu abro o painel do blogger e olho para a grande folha digital em branco na minha frente. Não consigo escrever nada, não consigo pensar em nada, mas quando eu começo a escrever as primeiras palavras começo a me dar conta de que eu tenho uma ideia inicial. Meu ponto é: eu tenho que parar de pensar nas coisas que quero fazer e começar a fazer. Muitas vezes as coisas parecem distantes para mim porque são muito bem pensadas e calculadas. Definitivamente eu preciso parar de pensar e imaginar o quão seria legal fazer tal coisa e começar a produzir.

Sorria,
viva,
seja Simples Assim

Nenhum comentário :

Postar um comentário